BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

eu lírico

eu sou um pouco de muito e um muito de nada. eu sou aquilo que nem eu
mesma vejo. não transpareço meu desejo de ser apenas o que eu queria
que eu fosse.
eu sou puramente consequência das metamorfoses do meu próprio tempo...
eu sou emoção e contradição.
eu simplesmente não faço sentido e tampouco me obrigo a fazer.
eu preciso ser exatamente aquilo que nunca fui, sempre, a todo momento.
eu preciso te ser insuportavelmente inesquecível. assim, existo.

4 argumentaram:

Nayara Ribeiro disse...

Ameeeeeeeeei o texto

Jess disse...

mt fera ow . *--*' alias não precisamos nos obrigar a fazer nada né ?

Sofia disse...

Te linkei lá no Pirulito, se tiver algo contra se manivesta lá!
beijos
Sofia

Cℓáu∂ia disse...

Show ; )