BLOGGER TEMPLATES AND TWITTER BACKGROUNDS »

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

A fé que move o mundo?

É incrível como existe nesse mundo indivíduos com alto poder de persuasão. Tais pessoas, dignas da ousada definição “correspondentes de Deus”, conseguem mover ideias de uma maioria significativa a partir de uma concepção individual. Sim, é do caso Edir Macedo que eu vos falo. Não sei até que ponto as informações transmitidas pelos veículos de comunicação são reais ou equivocadas, mas sei que é impressionante a maneira com que esse senhor conseguiu persuadir tanta gente, digamos que ingênuas, por uma causa que mexe com o interior de muitos: a fé. Sinceramente, prefiro não explicitar a minha opinião sobre a capacidade humana de exagerar nas próprias crenças, até porque não acredito que ela seja hiper bem fundamentada... O que posso adiantar é que não consigo engolir certos dogmas impostos por tais instituições sem sequer me questionar os seus porquês, inclusive questões acerca da intenção financeira que elas têm por trás de todos os sublimes ensinamentos (ok, eu havia dito que não explicitaria nada, mas isso eu juro que não resisti – hehe).

Enfim, voltemos ao assunto mencionado. Até que ponto um ser humano é capaz de ir para defender a sua própria fé? Até que ponto esse mesmo ser humano pode chegar acreditando nos vocábulos que um único indivíduo menciona? Com todo o caso reportado para a realidade brasileira anteontem, 11 de agosto, você já parou para se perguntar quantas pessoas foram afetadas? Quantos seguidores tiveram que suportar o fato de que foram passados para trás e, sim, feitos de trouxas, babacas, e todos os adjetivos terríveis nem um pouco condizentes com o que a questão religiosa, na teoria, quer passar? Infelizmente, caro leitor, tais interrogações eu sou completamente incapaz de responder. A única coisa que posso afirmar, diante disso tudo, é que quiçá nenhum desses fiéis (clientela, quem sabe) tenha parado esse tempo para se indagar se tudo o que o tal do Macedo dizia era, na verdade, a própria verdade (!) e o caminho certo a seguir. Ou você doaria a cama onde você mesmo dorme àquele correspondente citado na terceira linha deste humilde texto? (um exemplo, ok, não que isso necessariamente tenha ocorrido). Fica aqui alguns dos meus questionamentos, pena que talvez nunca posso eu obter a resposta dos mesmos.

Agora, mais impressionante que o próprio caso do excelentíssimo Macedo, é a oportunidade que a mídia vê nisso tudo. Sim, volto a falar de repercussão. Eis o assunto que talvez fará com que esse povão esqueça um pouco a maldita gripe suína, gripe a, gripe h1n1, gripe nova, gripe do dimonho, sei lá a definição que você tem para a queridíssima. Tudo isso por um simples e claro motivo: a briga de gigantes entre as emissoras Record, da qual Edir Macedo é dono, e Globo, que transparece um certo anseio para com a primeira emissora mencionada. Sim, MEDO. Ou teria outra explicação para gastar cerca de 1/3 do telejornal principal da emissora falando, nitidamente, mal da outra, mostrando graficozinhos, fatos explicados tim tim por tim tim para onde supostamente o dinheiro dos fiéis era direcionado? E o mais engraçado é que o tal medo parece ser (lê-se É) recíproco. E o que é ainda mais cômico de todo esse fuzuê é, no outro dia, ver a ex queridinha da Globo, agora na Record, explicando uma versão modificada dos fatos e “tacando” mais fogo na lareira alfinetando a emissora toda poderosa!

Sim, o ramo jornalístico tem dessas. E mal sei eu se um dia não morderei minha língua por falar tudo isso. O grande problema é que essa área, tão pomposa e magnífica a meu ver, sempre acaba passando uma imagem bem negativa para a população (e o pior que muitas vezes com tamanha razão). Da mesma forma que um fiel é capaz de fazer tudo pela religião, tais meios de comunicação fazem tudo para obter o alvo central da mídia. É tudo um verdadeiro circo na televisão brasileira, e o pior que quem compra a pipoca e assiste de camarote somos nós mesmos.

PS. 1: Sem quaisquer ofensas àqueles da religião mencionada.
PS. 2: Entenda um pouco mais da situação no http://teletube.wordpress.com, post do B!
PS. 3: Uma boa noite, e até amanhã. [/William Bonner] HAHA ;*

9 argumentaram:

Anônimo disse...

Não concordo em quase nada do que você disse. E digo mais, esse sensacionalismo forçado não leva alugar nenhum, nem esse português enfeitado. No mais, tá bonitinho.

Logo abaixo, amigos pagando pau sem sequer ter lido o texto.

No fundo, todos sabem da verdade.

Ná. disse...

Eu li o texto inteiroo, sou evangélica e não frequento a Universal. E eu não concordo com muito do que vc disse tbm, mas achei legal a sua forma de colocar a sua opinião, achei q foi correta com o que vc pensa.
Beeijo e sim é uma pena a globo falar tanto tempo da record =/

Bia disse...

obrigada pelas opiniões, são sempre bem-vindas!

JU disse...

Mto bom o seu blog Bia!!
Cadastra no www.bestblogsla.com ,acho que dá pra vc ganharun!bj

Sofia disse...

'ooi, tudo bom?
tem post novo lá no blog, dá a sua opinião.
Assim... posso perguntar uma coisa? Como é participar do TDB?

beijos,
Sofia
www.pirulito-no-palito.blogspot.com '

Indy disse...

Great blog!

Bia disse...

valeu, gente ;)

jean disse...

Na moral ver record ou globo é o fim do mundo...assista um canal cultura ou um discovery channel algo do genero...ou faz melhor lê um livro.

bia gostei que tu se expresso da maneira que tu queria afinal opinião cada um tem a sua...

beijo do bigua gosto de ler teus textos.

Bia disse...

obrigada, biguá, adoro ler seus comentários.
continue visitando sempre.
beijão!